NOTÍCIAS

O Ciensp e a União Federal, por meio do Ministério do Meio Ambiente, assinaram convênio no valor de R$ 287.500,00 para a elaboração do Plano Regional de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos para o Extremo Noroeste de São Paulo. A assinatura foi validade na terça-feira (29/12) pelo secretário-executivo do Meio Ambiente, Luís Gustavo Biagioni, o presidente do Consórcio, prefeito de Ilha Solteira, Otávio Gomes, e profissionais técnicos do setor.

 

O plano se tornou possível graças a emendar parlamentar do ex-deputado federal Dr. Luiz Flávio Gomes, falecido em abril deste ano, irmão do prefeito de Sud Mennucci, Julio Cesar Gomes.

 

O convênio tem vigência de 12 meses e pode ser prorrogado até o limite máximo de 36 meses. Do valor total, R$ 280 mil são oriundos do Ministério do Meio Ambiente e o restante do valor é contrapartida do Ciensp.

 

A ideia é fazer com que o lixo de uma população de mais de 270 mil habitantes, somadas todas as cidades consorciadas, tenha o tratamento ambientalmente adequado, e não mais enterrado como ocorre em alguns municípios.

 

Os planos de trabalhos foram apresentados pelo consórcio ao Governo Federal e aprovados em junho deste ano. O presidente do Consórcio elogiou a assinatura e classificou como um grande avanço regional.

 

— É um grande avanço para a nossa região. Quase todas as prefeituras têm problemas em seus aterros sanitários, que na verdade são lixões a céu aberto. E esse problema não se trata apenas ambiental, mas também econômico, já que toneladas de lixo precisam ser despejadas em locais apropriados gerando altos custos pelo transporte aos cofres públicos. A união regional é o caminho para essa solução. A assinatura deste convênio significa um grande passo dado em termos ambientais e econômicos — enfatizou Otávio Gomes. 



PÁG. ANTERIOR

Acessibilidade

Confira também: