NOTÍCIAS

O Ministério do Meio Ambiente aprovou a liberação de R$ 270 mil para serem aplicados na elaboração do Plano Regional de Gestão dos Resíduos Sólidos entre os 18 municípios que fazem parte do CIENSP (Consórcio Intermunicipal do Extremo Noroeste de São Paulo). Os planos de trabalhos foram apresentados pelo consórcio ao Governo Federal e aprovados em junho deste ano.

 
A ideia é fazer com que o lixo de uma população de mais de 270 mil habitantes, somadas todas as cidades, tenha o tratamento ambientalmente adequado, e não mais enterrado como ocorre em alguns municípios.
 
 “Novas tecnologias permitem que esses resíduos, somados, tenham condições de se tornarem atraentes para empresas especializadas em aproveitamento dos resíduos que vai desde adubo orgânico até gás, ou energia elétrica”, disse a coordenadora do CIENSP, Rose Francé.
 
Francé explica que o envolvimento dos 18 municípios no projeto faz aumentar o interesse comercial na região. Juntas, as cidades produzem 170 toneladas de resíduos sólidos diariamente.
 
O Consórcio fará contrapartida no valor de R$ 7,5 mil. A locação dos recursos teve importante participação do então deputado federal Luiz Flávio Gomes, falecido em abril deste ano.



PÁG. ANTERIOR

Acessibilidade

Confira também: